img_3801Não sei bem quando foi que eu percebi a importância de seguir um ritual para a hora do sono, mas há algum tempo eu e os meninos nos acostumamos a essa rotina que passou a ser indispensável para o nosso bem-estar.

À tarde, aqui em casa, é uma confusão. Almoça, escova os dentes, desliga a TV, um tal de jogar bola na sala, abrir geladeira que eu já contei um pouco no post Quanta Ordem! Eu até tento, mas ainda não consegui disciplina nesse horário. A energia ainda está em alta voltagem.

Mas a partir das 18h/18h30, eles já sabem: é banho, jantar, TV e cama. Não é que seja tranquilo (é difícil eu usar essa palavra), mas essa rotina é conhecida e isso os acalma. De dentes escovados, deitamos os três na minha cama, enquanto o Paulo não chega, e assistimos meia hora, 40 minutos de TV.

Nessa hora, a programação é minha e eu só deixo ligar se for NatGeo Wild, Discovery ou algum programa de culinária do GNT – nossos preferidos são Bela Gil, Rita Lobo e Rodrigo Hilbert, que os meninos adoram! Eles já vão baixando o nível de energia e às 20h30, mais ou menos, eu os levo para o quarto.

Cada um vai para a sua cama e eu me sento na cadeira de balanço, rezo e canto. Tudo tem uma ordem, que eles gostam de seguir. Rezamos ao anjo da guarda, uma ave-maria e um pai-nosso e agradecemos a vida, a família, os amigos, a escola, a casa, a comida, as conquistas.

Enquanto peço, também oriento. Peço a Deus que lhes ilumine sempre o caminho do bem, da Justiça, da honestidade, que obedeçam pai e mãe, que respeitem os mais velhos, que se concentrem na escola, que sejam sempre o melhor amigo um do outro. Eles vão absorvendo e compreendendo o que acho importante.

Tem dias em que eles estão mais agitados e aí faço um exercício de respiração. Sério. Peço que inspirem e encham de ar os pulmões. Expirem bem devagar, fazendo barulho com o ar. Quatro vezes. De novo. Bem fundo. Sintam o ar entrando, refrescando e limpando seu corpo, seus pulmões, e agora soltem, devagar. É muito bom. Outro truque para os dias agitados é agradecer, por exemplo, essa cama quentinha e confortável, onde posso esticar o meu corpo cansado de um dia de brincadeiras e que agora pede descanso.

Para terminar, a cereja do sunday: música. A imbatível é Vilarejo, da Marisa Monte. O clipe é legal, mas é muito melhor ouvir a música no escuro, ao lado deles. Não tem jeito de um dia terminar melhor.

 

Anúncios