img_3008
Forte de Copacabana, Rio+20, 2012

Há dois anos, tomei uma decisão que mudaria radicalmente a minha vida. Pedi demissão de um emprego bacana para passar um tempo com meus filhos, Antônio, de 6, e Pedro, de 3 anos. Era para ser uma parada breve, de um ano, mas enquanto eu me transformava o país também mudava e quando eu tentei me recolocar, já havia 11 milhões de desempregados, recessão, inflação, desinvestimentos e tudo ficou muito mais difícil. Enxuguei meus gastos ao máximo e mais uma vez me reinvento.

Agora sou mãe, dona de casa, investidora da Bolsa de Valores (!) e  blogueira, sendo que minha conta na corretora de investimentos tem 15 dias e o blog eu criei hoje. Este, portanto, não é um espaço para aulas nem lições, mas para compartilhar experiências que pra mim têm sido muito ricas. Posso contar desde como preparo um almoço de R$ 20 em 15 minutos e ainda ponho a mesa para toda a família, do que observo no dia a dia do meu bairro (Copacabana) e da minha cidade até como me tornei uma investidora da Bolsa de Valores (espero que bem sucedida…rs). É bem provável que eu fale também de sustentabilidade um tema que conheci mais profundamente no meu último emprego e que está transformando, ainda que lentamente, nosso modo de vida.

Pensei muito se devia ou não escrever um blog porque tenho muito medo de muita coisa, entre elas de falar bobagem, de expor minha ignorância, mas percebi que estou ficando sufocada (sou comunicadora de formação e vocação), então decidi, de novo, ter coragem!

“Quem perde seus bens perde muito; quem perde um amigo perde mais; mas quem perde a coragem perde tudo.

“O medo é que faz que não vejas, nem ouças porque um dos efeitos do medo é turvar os sentidos, e fazer que pareçam as coisas outras do que são!
de O engenhoso fidalgo D. Quixote de La Mancha,
Miguel de Cervantes
Anúncios